Por Telmo Fonseca

O Airsoft Summit vai abrir portas no próximo fim de semana. E nós fomos falar com o organizador para sabermos mais detalhes. Mas antes de mais, fica já aqui o programa final:

Dia 17 de Junho, Sábado

  • 10:00 Cerimónia de abertura
  • 10.30 Palestra PSP sobre legislação, por Comissário Pereira (Comissário DAE)
  • 11.30 Palestra do Presidente da EAA, Joachim Dekkers
  • 12.30 Palestra de Reenactment, por Paulo Fragata
  • 14.00 Torneio de Airsoft, por Carlos Neves (HOT)
  • 16.00 Workshop de sniper Airsoft, por Bowman e Nhetas
  • 20.00 Encerramento

Dia 18 de Junho, Domingo

  • 10.00 Workshop de Mecânica, por Tiago “Tape” Elias
  • 11.00 Workshop trauma militar, por Pedro Caldeira (Ocean Medical)
  • 12.00 Workshop de segurança para Airsoft, por Nuno “Stuntman” Tavares (HOT)
  • 14.00 Torneio sniper, por Bowman e Nhetas
  • 15.00 Workshop CQB, por Hugo Monteiro (Besta)
  • 16.00 Exposição de fotografia
  • 17.00 Encerramento

Como surge a ideia de realizar a primeira “feira” do Airsoft português?

“O Airsoft Summit surgiu quando nos lembramos de tentar fazer algo que já tínhamos visto noutros países. Uma exposição de Airsoft que reunisse o mundo do Airsoft português. Pensamos juntar num só espaço tudo o que se relacionasse com Airsoft: Juntar as APD’s, as lojas, os clubes, equipas, todos num espaço físico onde pudessem existir stands, palestras, workshops, torneios, e onde todos os interessados pudessem partilhar conhecimentos.

Um local onde os jogadores e público em geral, pudessem passear um pouco no local, ver o que de bom se faz no Airsoft em Portugal, falar com os jogadores, ver o material que as equipas e os clubes usam, poder inclusive adquirir material nas lojas presentes.”

Como justificas a escolha do espaço?

“No início do ano começamos por definir uma data que não colidisse com outros eventos já marcados. Era uma data em que não existiam eventos de Airsoft previamente marcados, que pudesse afastar os jogadores de estarem presentes. Encetamos contactos com instituições que detinham espaços físicos, de forma a poder organizar-se o Airsoft Summit. Visitamos os locais e tivemos reuniões com os gestores dos mesmos. Uns eram extremamente caros e sem abertura a parcerias ou protocolos, e outros não tinham condições para este tipo de evento.

Acabamos por escolher um que nos deu todo o apoio, o espaço do Fórum Luís de Camões, na Brandoa, Amadora, Lisboa.

Reunimo-nos com o Presidente da Junta de freguesia, que gere o fórum, e acordamos os termos da cedência do espaço, que acabou por ser de forma gratuita, sendo o aluguer comportado pela Junta de Freguesia da Encosta do Sol.”

Acordamos com o executivo da Junta de Freguesia que o valor apurado em entradas e stands dos expositores será doado à loja social da Junta de Freguesia, que apoia centenas de famílias carenciadas na zona.

Com o local estabelecido, começamos a definir o que queríamos para o Airsoft Summit. Convidamos as restantes APD’s de Airsoft, as lojas/armeiros e instituições relacionadas com o Airsoft em geral.

Recebemos algumas respostas positivas, mas na sua maioria foi simplesmente silêncio.

Optámos na mesma por ir em frente, e tentar fazer um evento nunca organizado em Portugal: um espaço de mostra do que é o Airsoft português. Alguns clubes e equipas, lojas e empresas relacionadas com o Airsoft disseram presente. Vão ter stands no local a mostrarem o que fazem no Airsoft. Vão lá estar para falar com os interessados, praticantes ou entusiastas do nosso desporto, bem como eventual público que possa comparecer.”

E o que vai acontecer durante o Airsoft Summit?

“Foi definido um programa com a participação de jogadores, que vão ministrar palestras e Workshops. Decidimos ir um pouco mais longe, e convidar o presidente da European Airsoft Association, o holandês Joachim Dekkers. Foi ele, juntamente com um grupo restrito de jogadores, que a uma só voz falaram na Holanda, e encetaram uma série de contactos de forma determinada para legalizar o Airsoft neste país, onde na altura era simplesmente proibido. Com a sua luta, conseguiu ainda ser recebido junto da comunidade europeia, e com isso mostrar que o Airsoft é um desporto que pode ser praticado de forma legal.

Desde do primeiro dia que o Joachim Dekkers, se mostrou interessado e entusiasmado em participar no Airsoft Summit, evento que segundo ele poderá ser um ponto de união e de debate entre os jogadores de Airsoft.

Ficou um pouco desapontado com a falta de adesão e interesse das restantes APD, mas compreende que é um caminho com altos e baixos, e que só com a vontade de todos se pode chegar a bom porto, tal como aconteceu na Holanda. Virá ao Airsoft Summit, para partilhar a luta que fez e os passos que deu, para que por cá o Airsoft possa ser legal e sem leis penalizadoras e castradoras.

Contactamos ainda a PSP, na DAE.

Desde do primeiro dia, que nos apoiaram e, lado a lado, criámos as condições para fazer algo legal, uma vez que até para a DAE é um tipo de evento nunca organizado em Portugal.

Foi vistoriado o espaço, e licenciado o evento para que, sem entraves, as lojas/armeiros pudessem de forma gratuita ter expostas para venda as Reproduções de armas de fogo para práticas recreativas.

Após reunião com o Superintendente Pedro Moura, director da DAE, ficou decidido que dois oficiais da PSP iriam estar presentes para fazer uma palestra, desta vez direccionada para a organização de eventos, legislação e como proceder perante as autoridades.”

Além de expositores e palestras, vão existir mais atividades?

“Sendo um evento de Airsoft, achámos por bem organizar torneios de Airsoft. No espaço vedado do estacionamento automóvel do Fórum Luís de Camões, preparámos dois torneios: um de Airsoft e outro de sniper. Ambos terão à sua frente jogadores experientes de Airsoft.

No torneio de Airsoft, os jogadores terão uma pista de alvos, onde contará a sua destreza, pontaria, precisão e rapidez. No torneio de Sniper, os jogadores terão de mostrar as suas qualidades e aptidões no uso, manuseamento, precisão e pontaria na arte de ser Sniper de Airsoft.

Outros workshops e palestras foram também pensados.

Um workshop de Trauma militar vai ser ministrado por um profissional da saúde em Portugal, e dos mais experientes jogadores nacionais, o Pedro Caldeira, com larga experiência na emergência médica e trauma.

Uma palestra sobre segurança no Airsoft será ministrada por mim próprio, sobre todos os cuidados a ter para uma prática segura do Airsoft.

Um workshop de Sniper para Airsoft, dado pelos experientes jogadores de Airsoft Alexandre “Bowman” Venâncio e Carlos “Nhetas” Louro, jogadores experientes na vertente de Sniper.

Uma equipa de Airsoft, os BESTA, tomará conta do workshop de CQB em Airsoft. Os BESTA são uma equipa com larga experiência em organizar eventos de CQB para Airsoft, e detém um dos melhores terrenos de CQB/Urbano na zona da Grande Lisboa. Será um momento onde vários jogadores da equipa partilham as experiências nessa vertente.

Teremos ainda, para os interessados, um concurso de fotografia de Airsoft, com trabalhos enviados por jogadores de Airsoft. O júri é composto por um Oficial superior das forças Armadas, o Ten. Coronel Perdigão, oficial das relações públicas das forças armadas. Outro dos membros do júri é o premiado fotojornalista da Agência Lusa, António Cotrim. Para fechar o júri, o jornalista de guerra da RTP e Antena 1, José Manuel Rosendo. Juntos irão votar nas fotos que acharem mais fantásticas, e nos forem submetidas a concurso.”

O que esperas do Airsoft Summit?

“O Airsoft Summit está à porta e à espera que a comunidade de Airsoft diga presente. E que faça dele um evento diferente, de relevo para o panorama do Airsoft nacional.”

Anúncios