Por Nuno “Stuntman” Tavares e Iñaki Elustondo “Tuareg” (Presidente do Clube Fuerteventura Seals)

Para o jogo, criou-se um grupo militar e várias tribos em grupos distintos de edifícios, com a história de um senhor da guerra que controlava a povoação e as suas tribos. O Governo enviou um destacamento de militares para controlar a área e encontrar uma bomba termonuclear, e o jogo começa com a entrada do grupo na urbanização e a criação de um bastião. A partir deste ponto, os militares dedicaram-se a fazer prisioneiros os líderes de cada tribo, enquanto procuravam os artefactos necessários para a desativação de uma bomba.

dsc_0707

Esta última, foi um engenho fabricado que dispõe de sensor de proximidade, sensor de movimento e um temporizador.

O terreno onde se organizou este evento é uma urbanização abandonada, com 130 edifícios, perfeito para jogos de Airsoft. O nosso clube, Fuerteventura Seals, organiza eventos de tipo MilSim neste local desde 2008. A urbanização denominada de Fadesa empresta o nome ao próprio evento.

dsc_0706

Todas as tribos dispunham de um paiol de munição que, ao ser capturado pelos militares, ficavam sem munições. Para as recuperar tinham de negociar com o senhor da guerra, que em troca os obrigava a realizar ataques e atentados.

O evento durou 12 intensas horas, praticamente sem paragens nem para comer, já que foram realizadas múltiplas patrulhas, localizações, etc… Os militares foram atacados constantemente a partir de todos os flancos, tendo ainda de  controlar uma central elétrica e um depósito de água, bem como deslocar os líderes capturados para interrogatório.

Aos poucos, a teia foi-se fechando, permitindo descobrir quem possuía o comando à distância de desativava os sensores de proximidade da bomba, bem como quem detinha o computador portátil e as chaves de desativação da mesma. Foram-se descobrindo ainda as caras dos responsáveis, até se chegar à informação da identidade do senhor da guerra.

dsc_0703

Mas os militares já chegaram tarde e, ao cair da noite, uma caiu também chuvada impressionante – o jogo inteiro desenrolou-se sobre a ameaça de chuvas fortes e ventos de 140 quilômetros por hora, que acabaram por se concretizar. Uma equipa de Seals Forteventura explode um muro com explosivos e consegue entrar no recinto, mas o jogo termina.

dsc_0606

Os eventos que organizamos têm como fator aliciante adicional a utilização de adereços e pirotecnia variada, de forma a trazer mais realismo.

Durante o assalto à base foram disparados adereços voadores a simular morteiros, de forma a obrigar os militares a terem de os localizar e eliminar. Esta foi mais uma maneira de manter todos os grupos ativos durante horas, sem ninguém se aborrecer.

dsc_0614

Anúncios