Por Telmo Fonseca

A expressão “o tamanho não é tudo” aplica-se na perfeição a esta pistola da Evolution. Apesar de ser um modelo compacto, a sua perfomance convence.

Introduzidas ao serviço em 1982, as pistolas fabricadas pela casa austríaca não tiveram grande aceitação aquando do seu lançamento. O facto de serem fabricadas em polímero suscitava dúvidas sobre a sua durabilidade e funcionamento, mas o conceito inovador acabou por se tornar no produto mais rentável na história da marca, estando atualmente distribuídas por inúmeras forças armadas e de segurança por todo o mundo. Mas não só, uma vez que a sua popularidade junto dos civis também é enorme.

fundo1

Ao longo dos anos, as Glock sofreram várias alterações, e foram lançadas dezenas de variações do modelo original, nomeadamente a Glock 23, uma versão compacta, que utiliza o calibre .40 S&W, em oposição ao habitual calibre 9mm, e cuja réplica analisamos ao longo das próximas páginas.

A primeira impressão é de desconfiança, já que é um modelo muito compacto, e sobre o qual surgem dúvidas acerca da capacidade de tiro. Ainda assim, é uma arma com bom aspeto, que replica muito bem a original, não carregasse este modelo o peso que a marca KJWorks oferece em termos da tradicional qualidade com que os seus produtos se pautam. A empunhadura é excelente, e sendo uma arma leve e com miras mecânicas especiais, permite ao utilizador apontar e manter uma excelente estabilidade antes sequer de apertar o gatilho. A folga de gatilho também é mínima, logo, ao efetuar o primeiro disparo somos surpreendidos por um efeito de blowback ruidoso e decidido.

A simplicidade de utilização é também ela uma das grandes mais valias desta arma. A corrediça, patilha de segurança, patilhas de desmontagem, patilha de carregador vazio, gatilho e mag release são as únicas partes móveis no conjunto, sendo que externamente acresce ainda um pequeno rail na parte posterior da arma, onde podem ser acoplados os mais variados acessórios compatíveis com calha de 20mm. Os trademarks são da KJWorks, e cada arma vem com número de série individual e selo holográfico de controlo de qualidade da Evolution Airsoft.

d4

O tiro é surpreendentemente simpático, com um alcance útil aproximado de 25 metros, e embora a consistência não seja das melhores, com 16 FPS de variação entre a média medida de 286 FPS, a gestão de gás é das melhores que já encontrei numa pistola, uma vez que a G23 consegue descarregar cerca de 100 BB em mais de 4 carregadores com um único enchimento de gás. A corrediça em plástico, e o baixo peso geral do conjunto, fazem com que não seja utilizado muito gás no disparo, nem desperdiçado no ainda assim incisivo efeito de blowback. Felizmente, com uma boa afinação do sistema de hop-up, o curto cano consegue ainda assim providenciar alguma precisão, sendo que a 10 metros de distância não falha um único tiro num alvo com cerca de um palmo.

Esta arma é um bom compromisso entre qualidade e utilização, sendo que o baixo preço a que é vendida não deixa dúvidas na altura da decisão de compra. Estamos perante um “best seller”, que eu recomendo sem reservas.

Anúncios