Neste artigo trazemos para a 6mm Portugal uma pequena grande equipa micaelense, os Spetsnaz-Azores, que reencenam as Forças Especiais
Russas, com especial destaque às tropas paraquedistas VDV.

“Enquanto equipa temos uma estrutura hierárquica definida, em que os “oficiais” lideram através do exemplo, privilegiando a camaradagem dentro e fora do campo. Não entramos em jogo para magoar ninguém, nem queremos sair dele magoados. As nossas operações são caracterizadas pela agressividade em combate e a descontração fora deste. Estamos constantemente em minoria nos jogos, e como tal habituamo-nos a fazer sempre muito com poucos. Não somos do tipo de equipa que sai contente de um jogo onde não deu um único tiro, mas sim aquela equipa que se envia para defender uma posição até às últimas, ou para atacar uma base inexpugnável.

img_4151

Apesar de não nos recusarmos a jogar em qualquer tipo de terreno, temos uma preferência inata por jogos de mato, não fossemos nós oriundos da Ilha Verde. Como temos muitos jogos nas costas, para definir o melhor momento no Airsoft, temos de nos cingir aos eventos nacionais em que participámos como equipa, e nestes destacamos sem qualquer hesitação o Rangers 2009, onde colaborámos com a Spetsnaz de Espinho, a nossa equipa irmã. Formando a nossa própria facção, fomos deixados à nossa sorte no início do jogo, a fazer o que sabemos fazer melhor, resultando numa série de histórias que parece que nunca se gastam de tanto contar.

Em termos de Projetos para o futuro, tal como o exército russo, estamos numa fase de transição de equipamentos, e a entrar na era do ‘digital’. Apesar da nossa relutância inicial, este tem vindo a demonstrar sucessivamente o seu valor. Iniciamos igualmente alguns projetos para incentivar os jogadores mais antigos, ao dar-lhes novas metas a atingir, como a incorporação numa subunidade especial de nome GRU, composta pelos mais assíduos e tenazes. Até o líder de equipa está a prestar provas para entrar na GRU, tal o nível de exigência atribuído.

Para se tornar membro da nossa equipa, um jogador tem de obedecer a uma série de requisitos para ingressar na recruta. Dentro desta, deve ter uma determinada assiduidade para poder frequentar os treinos (básicos de combate, combate urbano e Sobrevivência) e, se ele se tiver comportado com distinção por toda a recruta, e nenhum membro efetivo da equipa tiver algo a dizer em contrário, é-lhe oferecida a boina azul de membro. Não existem convites para entrar para a equipa, e somos todos voluntários que aceitaram receber a boina. A taxa de sucesso situa-se nos 25%, mas só depois de entrar para a equipa é que as dificuldades começam.

Equipamento básico da equipa:

  • Fardamento: Flora, Flora Digital, Gorka,
  • Armas primárias: AK-74, AK-104 e RPK
  • Armas secundárias: um carregador de AK extra e umas quantas facas
  • Coletes: Smersh, 6sh112, Tarzan
  • Outros: réplicas do capacete russo Maska, boina Azul, botas pretas, luvas pretas, Telnyashka e lenço de cabeça verde.
Anúncios