Por Nuno tavares

Criados no ano 2000, a Asociación Omega Force foi legalmente constituída em 2004. Os seus 12 elementos estão sediados na ilha de Tenerife e têm como conceito uma equipa multidisciplinar, abrangendo todo o tipo de jogos de Airsoft.

“A daptamo-nos a todo o tipo de jogos e formas de ver o Airsoft, desde simples skirmishes ao Milsim, reencenação, etc… treinamos muito o jogo em equipa, lugar onde nos destacamos e de onde tiramos mais partido do desporto. Individualmente não somos melhores nem piores que ninguém. Desempenhamos habitualmente tarefas de assalto, embora existam dias em que alguns elementos mais pacientes preferem ser “snipers”, ou mesmo para dar apoio. Na prática, são papéis que se elegem livremente. Reencenamos, embora de forma menos rigorosa, os Navy Seal da época 2003-2007, e essa foi uma tarefa árdua para todos os elementos da equipa, tendo mesmo já participado em eventos do Museu Militar de Tenerife, recriando uma unidade militar moderna junto a outros grupos da Segunda Guerra Mundial, época mediaval, etc…

heli6_zps3f3a73b0

Regra geral, adaptamo-nos a todo o tipo de terrenos, mas o nosso tipo de campo principal é o semidesértico, com vegetação media e muitos desníveis. Temos também ao nosso dispor terrenos de tipo CQB e de bosque.

A nível de equipamento, temos três tipos de fardamento principais, Multicam, Woodland e Tricolor, embora já tenhamos utilizado o Marpat e o Mout. A escolha de uniforme é livre, salvo indicação em contrario por necessidade. Já as armas são de escolha livre, salvo em situações de Milsim, em que existe a obrigatoriedade de plataformas AR-15, M14 e pistolas P226. For a isso, existem todo o tipo de armas na equipa, desde M4, Sig, Steyr, AK, RPK, Dragunov, L96, M60, M249, MP5, SCAR, e pistolas Hi-capa, P226, entre outras. Nos acessórios ocorre o mesmo que nas armas e fardamento, variando conforme a necessidade, mas dando sempre a imagem de equipa, entre capacetes, bandanas, boonies e gorros. Com os coletes passa-se o mesmo. Cada elemento utiliza o que necessita, sendo que temos grande variedade de modelos e cores, mas sempre que vamos em grupo, utilizamos a mesma cor.

Os melhores momentos no Airsoft são aqueles passados com os amigos, embora alguns módulos se destaquem por termos jogado verdadeiramente em equipa, especialmente fora da nossa ilha, desde outras ilhas até um pouco mais longe, como os “La Roca” 1 e 2 (Catalunha) e o Berget 2012 na Suécia. Temos como projetos de future participar em eventos noutros países, conhecer outras formas de pensar, e melhorar a nossa própria forma de pensar. Por vezes é nos sítios mais escondidos do planeta que se encontra o melhor Airsoft, sendo que os que participaram no Berget no ano passado contam como um pequeno grupo de Filipinos deram uma das maiores lições de jogo e companheirismo com gente do mesmo grupo, demonstrando que a imagem não correspondia com a sua coragem e entrega, tendo sido criado um forte laço de amizade com esta pequena equipa que partiu das Canárias. Estamos continuamente a tentar melhorar a eficácia e a fiabilidade das nossas armas e do nosso equipamento, para que essas melhorias nos ajudem também a ser melhores. Não nos inclinamos para nenhum tipo de Airsoft em particular, porque todos nos deram bastante satisfação, e cada um deles contém um incentivo diferente.

Para terminar, queremos agradecer a honra de termos sidos convidados para aparecer nesta revista, sobretudo sendo de outro país que possivelmente visitaremos em breve. É uma espinha cravada na nossa garganta o facto de ainda não o termos feito, mas para nós não se resume a pegarmos num carro e partir, nem tão pouco apanhar um avião… existe sempre um sem fim de trâmites legais para transportar as armas sem problemas. Cremos honestamente que este é um desporto fantástico, de onde o trabalho em equipa e a irmandade se sobrepõem sobre os maus momentos, sem os perigos que nos levariam a uma Guerra de verdade. Esperamos que a legislação avance de forma lógica e coerente, para que seja mais fácil poder ir de um lado para o outro sem ter a incógnita sobre o que irá acontecer!”

Anúncios