Por Telmo Fonseca

Nesta edição, analisamos a linha das miras Phantom, que nos são trazidas pela marca Evolution, e pela mão da loja OCaleiro. Com uma opção para todos os gostos, primam ainda pela qualidade a preços civilizados.

img_2944

Ajustável em foco e em profundidade, esta mira de tamanho considerável tem tudo para o  mais exigente sniper. O “eye relief” é muito agradável, facto que juntamente com a retícula Mildot retroiluminda  em azul, com 11 níveis de intensidade, proporcionam ao utilizador uma rápida aquisição de alvo.

 

Prima particularmente pelo aspecto potente, ficando bem em qualquer arma, seja na versão em preto, como em TAN, esta que apenas peca por ser pintada e não anodizada. O Ajuste horizontal e vertical da rectícula faz-se a partir de botões ocultados pelas tampas, pelo que não é necessário recorrer a qualquer tipo de ferramenta para atingir a compensação desejada.

img_2946

Numa gama mais económica (e com um preço também mais económico), este modelo básico permite entrar no Mundo das miras telescópicas sem grandes compromissos. Não tendo nenhum outro ajuste que não o horizontal e vertical, ainda assim é um instrumento de qualidade que se adapta perfeitamente bem ao Airsoft, já que o aumento de quatro vezes é mais que suficiente para o alcance comum de uma BB.

Fornecida com mounts de baixo perfil para calha de 11mm (não são os da foto), carecem de aquisição posterior nos normais anéis de 20mm, e está disponível nas versões preto e TAN.

img_2947

Seguindo a linha da M3016, esta mira acresce da possibilidade de uma regulação de zoom não disponível na anterior, sendo o meio termo antes da linha de topo das miras Phantom. Por um valor mais baixo, obtemos aqui um produto que cumpre a sua função com uma modesta simplicidade. Embora o eye relief seja um pouco mais justo, após a devida regulação conseguimos uma precisão considerável.

Mais uma vez, este mira é fornecida com anéis de baixo perfil para rails de 11mm, obrigando à aquisição futura dos suportes compatíveis com rail de 20mm.

img_2949

Com o melhor eye relief de toda a linha, esta réplica de ACOG transpira qualidade por todos os poros, de forma directamente proporcional ao seu custo. A retícula com ajuste de distância oferece ao utilizador a possibilidade de corrigir a declinação prevista do projétil sem ter de efetuar qualquer ajuste, estando ainda incluídas umas providenciais iron sigths para aquisição rápida de alvo.

No caso particular deste ACOG, é fornecido um adaptador adicional para calha de 11mm, sendo que resta destacar o excelente tratamento exterior de pintura, algo que nos diz com toda a clareza que estamos perante um produto de topo.

img_2960

Sendo eu próprio muito cético em relação à utilização de qualquer tipo de mira telescópica em armas de Airsoft, pelo seu reduzido alcance e dificuldade de aquisição rápida de alvo, a M3023 e as suas características polivalentes deitaram por terra todos os argumentos negativos que eu tinha sobre o assunto.

Através da utilização do mount flip up M3024 adquirido à parte, este amplificador pode ser utilizado sem qualquer tipo de problemas em conjunto com qualquer mira holográfica no mercado, embora resalvando o facto de que com excepção dos Eotechs, carece de um mount adicional que eleve sensivelmente 5mm todo os outros tipos de miras de ponto. Ajustável em focagem e com um excelente eye relief, é ainda possível centrar a retícula holográfica através de um parafuso de afinação na sua base.

img_2961

Congregando todas as características da anterior, com excepção do ajuste de focagem, a M3024 também não é fornecida com o mount flip up imprescindível à sua utilização. Neste amplificador em particular, temos disponível uma tampa flip up e uma cobertura em esponja e, uma vez mais, é possível centrar o centro do foco na mira montada à sua frente.

Não me canso de repetir que esta é uma solução muito inteligente, cujos aspectos práticos facilmente fazem esquecer o seu peso adicional. O aumento de 3X é perfeito para os normais 40 metros de alcance de uma arma de Airsoft, e o seu look profissional não está espelhado no valor muito racional que é pedido pela sua aquisição.

img_2951

Sendo uma das versões mais pequenas de todos os Eotech, esta mira corre o sério risco de parecer linda em todo o tipo de armas. Se a esse facto juntarmos a facilidade de ajuste e uma utilização instintiva, temos em mãos uma das melhores opções disponíveis no mercado. E com um preço bastante ajustado.

Disponível nas versões Black e Tan, a M3003 funciona sem as falhas características destes modelos, projetando uma retícula de tom verde ou vermelho com bastante clareza, sendo de destacar o facto de nos modelos analisados da linha Phantom essa retícula ter bastante mais intensidade (ajustável) do que é normal, factor que me permite avaliar positivamente a mira em questão.

img_2953

Congregando em si todas as vantagens descritas na mira anterior, as M3005 e M3006 têm a vantagem adicional de serem alimentadas pelas comuns baterias AAA, factor que mitiga um dos problemas comuns a qualquer mira electrónica, que é o de nos esquecermos de a desligar.

Com carga de sobra para uma utilização de meses a fio, fica apenas o inconveniente do tamanho considerável que esta mira tem, embora esse seja um factor tão discutível quanto o gosto pessoal de cada um.

img_2954

A M3008 congrega em si todas as vantagens da M3006, que figura na página anterior, mas acrescenta ainda mais algumas, saltando imediatamente à vista o inteligente sistema de montagem rápida, que ancora a mira ao rail com uma folga mínima e perfeitamente aceitável. Outra grande vantagem tem que ver com o facto de ser um pouco mais curta que a anterior, embora se faça utilizar de precisamente o mesmo tipo de baterias, as comuns AAA.

De todas as miras analisadas neste trabalho, a minha escolha pessoal recaiu sobre esta em particular, por ser a mais polivalente de todas. Utilizada em conjunto com um amplificador M3023, potencia o melhor de todos os mundos em termos de aquisição de alvos e utilização prática.

img_2955

Para terminar a linha de réplicas Eotech, a M3035 fecha o capítulo com algo que poderíamos apelidar de chave de ouro. É a mais curta de todas, e tem um design muito invulgar, praticamente perfeito para quem gosta de coisas diferentes.

Tudo o resto é comum, com todas as vantagens já referidas anteriormente. O problema da diferença reside apenas no facto de recorrer a um tipo de bateria muito difícil de encontrar fora das lojas da especialidade, mas quem gosta de objectos fora do comum provavelmente já está habituado a pagar o preço dessa diferença.

img_2958

Nas miras de ponto não podíamos deixar de encontrar as muito democráticas Aimpoint. Com os preços mais comedidos, e a utilização mais simples, não deixam contudo de desempenhar o seu papel sem falhas, garantindo ao utilizador uma experiência agradável e um tiro certeiro.

A M3011 está disponível em Black e em Tan, é fornecida com um mount angular, mas neste último ponto existem ainda outras opções disponíveis no mercado para esta mira comum.

img_2956

Não podia faltar uma versão ACOG na completa linha de miras da Phantom, e a versão analisada não deixa nada a desejar. Com cinco níveis de intensidade, em verde e em vermelho, umas providenciais miras mecânicas no seu topo, esta é uma daquelas miras que toda a gente deveria experimentar pelo menos uma vez na vida, correndo o sério risco de nunca mais querer utilizar outra.

Neste modelo, a simplicidade é tudo, e o preço está a condizer com aquilo que é oferecido, acessível a quase todas as carteiras.

img_2959

Por fim, terminamos com o mais simples e pequeno auxiliar de tiro, mas que reúne em si o maior número de características disponíveis por um preço acessível. Esta mira tem de tudo, e embora a sua estética seja discutível, recomendamos vivamente a sua aquisição.

Tem quatro tipos de retícula holográfica disponível, em duas cores diferentes e com vários níveis de intensidade, todo o tipo de ajustes e um peso que quase nem se dá por ela, construção robusta e dimensões reduzidas, são características que fazem da 15X35 um pequeno brinquedo muito apetecível.

Anúncios