Por Telmo Fonseca

A loja Combate Virtual vem à luta com a Dinamarquesa ASG, e as suas AR-15 de gama média. Com externos full metal e internos Ultimate®, é uma hipótese a ter em conta.

Começando por fora, esta arma apresenta-se sem woobles nem marcas de injeção, e na tonalidade que era suposto ter. O corpo em liga de alumínio apresenta os trademarks licenciados da Armalite®, número de série individual e as marcações obrigatórias para a comercialização no mercado alemão. As miras mecânicas são ajustáveis, e o carry andle é destacável. O fuste em polímero oferece um espaço generoso para a bateria, já que a pesada mecânica da arma, e a sua mola M120, carecem de bastante energia para fazer rodar o motor básico.

Nota final nos externos, para a inclusão de duas coronhas retrácteis e ajustáveis em seis posições, uma em polímero preto, e outra em polímero amarelo, que embora seja produzida para o mercado inglês, também se adapta muito bem às exigências da nossa lei nacional. Na caixa, e além da vareta de desobstrução e de um manual básico de instruções, está incluído ainda um high cap de 360 BB, com sistema “flash magazine”, uma inovação que permite “dar corda” instantaneamente às BB através de um cabo de aço que pode ser puxado a partir da zona inferior do carregador. A arma em si não é diferente de qualquer outra M4-A1 no mercado, exceto na qualidade geral dos seus componentes, quando comparada com gamas de preço mais baixo.

Internos:

Os internos são da marca Ultimate®, conhecida por habitualmente nos brindar com peças tão caras quanto boas, e que embora sendo de fabrico oriental, apresentam perfomances dignas, factor que nos impele a “descascar” o resto, e constatar a verdadeira orgia de partes anodizadas, acamadas numa gearbox reforçada com rolamentos auto-lubrificantes de 8mm.

img_2408

Os internos são de boa qualidade, e embora pecando pela fraca qualidade da cablagem, o motor básico e por um pedaço de plástico a fingir que é uma guia de mola, compensam no restante material, destacando o anti-reversal em aço, o gatilho resistente ao calor, a mola progressiva, o pistão reforçado em nylon, com a inclusão de mais dentes em aço que o habitual e finalmente a cabeça de pistão com ventilada em nylon com embutimentos de alumínio e rolamento.

De destacar ainda a inclusão de um cano interno no limite daquilo que é considerado “de precisão”, ou seja, 6.04mm. Segundo a marca, o cilindro e as gears também são “melhoradas”, mas nós aqui não sabemos ao certo o que isso significa, mas seria preferível estar equipada com um cilindro fechado, que aceitasse um cano de maior comprimento.

img_2409

Perfomance:

Em relação à perfomance, uma das notas mais importantes a reter é que esta arma apenas funciona bem com BB de qualidade superior, algo que nos obrigou a usar G&G PSBB, já que tudo o resto que experimentámos brindou-nos com números disparatados, e variações que não fazem justiça às cores bonitas todas no seu interior. Com uma velocidade média de 380 FPS, e uma variação de 6 FPS entre disparos, após um devido ajuste de hop-up conseguimos um tiro bastante consistente, e um alcance de sensivelmente 50 metros a direito.

Anúncios