Por Telmo Fonseca

A gearbox é o coração de qualquer réplica eléctrica, ou AEG (Auto Electric Gun). Como tal, o seu bom funcionamento é vital no decurso da utilização das nossas réplicas. Apesar de parecer complicado, o processo de abrir, intervir e fechar uma gearbox é proporcionalmente facilitado pelo conhecimento intrínseco de cada um dos seus componentes. E é francamente mais simples do que a maioria imagina. Neste capítulo, vamos mostrar-vos como abrir e como funciona uma gearbox de uma AEG.

Por vezes, bastam soluções simples para resolver problemas complicados. Existem intervenções simples dentro de uma gearbox que injustificam uma ida ao mecânico, ou mesmo o envio de uma réplica pelo correio, com o tempo e o custo que isso acarreta.

Foi precisamente isso, acrescendo de alguns ocasionais maus serviços prestados por outros, que levou o autor deste texto a arriscar a abrir a sua primeira gearbox. Lembro-me como se fosse ontem (…e na realidade não foi assim à tanto tempo!): uma SAR M41 da Classic Army, que causou grandes dores de cabeça, quer a mim, quer aos pobres mecânicos que sujeitei ao mau trato de tentarem compreender um problema recorrente, acrescido da minha frustração sobre eles. Após muitas idas à oficina, decidi finalmente abrir em casa a gearbox da pobre máquina, espalhando molas e outros componentes pelos 4 cantos do escritório. Na altura, e dada a falta de referências, levei sensivelmente 2 semanas a compreender o problema e voltar a fechar corretamente a dita.

2

Tenho a franca esperança que o leitor, após chegar ao final dos próximos capítulos, terá condições para fazer todo o processo em menos de 10 minutos – Vamos, e para o efeito que este texto serve, ignorar o problema específico da gearbox referida no início do parágrafo, falando apenas de generalidades, restando-me apenas adiantar que o problema em questão implicava a aquisição de uma gearbox completamente nova, e foi resolvido com um simples prego de aço de poucos cêntimos!

E falando de generalidades, foi utilizada para o presente texto uma comum gearbox de tipo II, compatível com modelos AR-15, e de marca branca. De qualquer forma, o funcionamento geral é muito semelhante entre quase todos os modelos de gama média e baixa no mercado.

Como abrir a gearbox

Comecem por verificar se a gearbox está sobre pressão, ou seja, se o pistao ficou preso atrás. Para o efeito, basta pressionarem o nozzle para dentro da gearbox.

img_1766

Se este não ceder, é porque têm de descomprimir a mola primeiro. Com uma ferramenta especial, que pode ser criada propositadamente para o efeito, insiram na entrada do motor, procurando o anti-reversal latch, e puxando-o várias vezes até este deixar de fazer pressão.

 

Descomprimida a mola, coloquem a gearbox numa zona plana, com a face direita virada para cima, tendo ainda o cuidado de não ter muitas coisas por perto, por uma questão de organização. Desapertem todos os parafusos (com uma chave Philips ou, mais raramente, torx) e retirem-nos para zona segura. Um truque muito bom é utilizar sempre um receptáculo qualquer para colocar todas as peças. É estupidamente irritante andar de rabo para o ar à procura daquele parafuso que rolou para debaixo da mesa e, muito mais comum do que imaginam!

img_1770

Um pressuposto a ter sempre em conta é o de que quando está montada, uma gearbox tem sempre alguns componentes sobre pressão. Ainda assim, nem sempre é fácil separar as duas metades que contêm os componentes internos. Localizem uma pequena brecha junto ao gatilho e usem a chave de fendas como alavanca para aumentar a folga entre as metades da gearbox shell.

img_1774

Passem a mesma chave de fendas para a parte traseira da gearbox, e insiram-na no orifício mantendo pressão para baixo, mantendo assim a guia de mola no seu lugar. Mantendo pressão sobre a guia de mola e o cilindro, separem então as duas metades, acedendo assim a todos os componentes internos. Retirem a guia de mola e a mola principal, já que estes dois componentes são os que têm maior probabilidade de saltar. Tudo o resto sai com facilidade.

Componentes internos

Separando todos os componentes da gearbox, tendo especial atenção com os shimms, que podem saltar das gears ou ficarem presos nos bushings, ficamos com o seguinte resultado:

gearbox

  • 1) Guia de mola

Orienta e evita que a mola principal torça à medida que é comprimida. Em grande parte das réplicas de tipo AR-15 com coronha retráctil, serve ainda de ancoragem para o buffer tube, através de um parafuso enroscado no seu interior.

  • 2) Mola principal

Responsável por aquilo a que todos chamamos de “potencia”. Numa das próximas edições, vou explicar como fazer um upgrade (ou downgrade) corretamente.

  • 3) Cilindro e cabeça de cilindro

Cria um espaço hermético onde o ar se acumula e é libertado ao premir o gatilho. Existem vários tipos de cilindros, sendo que ao existirem furações neles, significa que são adaptados a réplicas mais curtas, que carecem de menor quantidade de ar para efetuar o disparo.

  • 4) Nozzle

Projeta o ar em direção à BB, servindo ainda para fechar hermeticamente o espaço entre a gearbox e a câmara de hop-up. O nozzle é uma peça muito importante, sendo que a maioria das avarias comuns (misfed, pouca potencia, etc) passa pelo mau funcionamento deste pequeno cilindro.

img_1794

  • 5) Gears

Responsáveis pela força mecânica de todo o conjunto, devem sempre ser verificadas por questões de desgaste. Um shimming correto também é sempre muito importante.

img_1789

  • 6) Tappet plate

Serve para puxar o nozzle a cada ciclo de tiro, deixando entrar apenas uma BB de cada vez para dentro da câmara de hop-up. Esta peça pode sofrer desgaste ou mesmo partir, pelo que deve sempre ser verificada. Ter ainda em atenção a pequena na parte dianteira, essencial ao funcionamento no nozzle.

img_1793

  • 7) Anti reversal latch

Prende a Bevel gear num único sentido, evitando assim que o sistema reverta o ciclo, alimentando mais BB’s para dentro da câmara de hop-up.

gearbox-2

  • 8) Pistão e cabeça de pistão

Ao ser puxado para trás, e soltado repentinamente, o pistão permite que a cabeça de cilindro aprisione ar dentro do cilindro, que é depois injetado contra a BB, fazendo-a projetar-se.

img_1787

  • 9) Selector plate

Alterna mecanicamente entre os modos de safe, single e full. Funciona interligada com o seletor switch, o gatilho, a seletor leever e a sector gear.

img_1791

  • 10) Gatilho

Funciona como um interruptor simples, ligando os pólos elétricos e deixando passar a corrente para o motor.

img_1795

  • 11) Bushings

Peças circulares onde encaixam e rodam as gears, servem para evitar desgaste na gearbox shell.

img_1790

  • 12) Shimms

Sobre os Shimms, vamos guardar um artigo exclusivamente para este assunto.

img_1788

Anúncios