Por Telmo Fonseca (Jornalista Visual)

Em produção desde 2009, a KRISS é uma pistola metralhadora especialmente concebida para reduzir o “coice” e a subida do cano, provocados pela explosão da potente munição .45 e que teve bastante exposição quer no grande ecrâ quer em videojogos, graças ao seu desenho futurista, talhado a partir do revolucionário sistema de recuo.

Os rumores da produção de uma réplica deste modelo datam desde 2010, mas foi desde a apresentação do primeiro protótipo que esta “beldade” ganhou o estatuto de réplica mais desejada da história do Airsoft.

img_1402

Começo por confessar que estava particularmente ansioso por ter nas minhas mãos uma réplica que, à imagem de muitos outros praticantes de Airsoft, se tornou para mim num objeto de culto. Desde a sua apresentação até as começarmos a ver disponíveis nas prateleiras das lojas, decorreu praticamente um ano, tempo suficiente para dar asas à imaginação e tentar antecipar a qualidade geral da coisa. E não desiludiu!

A KWA trabalhou diretamente com a KRISS Arms no desenho deste modelo, e consta que o resultado final chegou inclusivamente a surpreender o fabricante da arma real.

Mesmo não sendo particularmente adepto de réplicas GBB, tenho de dar a mão à palmatória e admitir que a KRISS VECTOR está soberbamente bem conseguida.

A construção robusta em polímero com internos em metal, conferem-lhe um toque e um peso que não deixam dúvidas sobre a razão do preço desta réplica. Estamos, claramente, a falar de algo de qualidade superior. Todos os detalhes foram tidos em conta, sendo que o próprio sistema de recuo da arma real foi replicado, conferindo-lhe o realismo típico das réplicas GBB.

A embalagem é simples, e não contém muita coisa lá dentro. O conjunto é composto pela réplica, um carregador longo, manuais de funcionamento, e duas chaves de afinação, uma para a mira frontal e outra para o hop-up.

Os trademarks estão muito bem conseguidos, conferindo à KRISS um aspecto exterior fantástico.

A KRISS está dotada de várias partes móveis, todas elas com funções específicas. Possui ainda diversos rails Picatinny onde podem ser acoplados acessórios, bem como um ponto de sling traseiro. Um selector de tiro ambidestro permite optar entre os modos de single shot, double shot ou full auto. Na zona traseira encontramos a patilha de segurança, separada do selector de tiro. A robusta coronha é retrátil, e ambas as miras mecânicas são ajustáveis.

img_1407

 

Puxando o manobrador da culatra temos acesso à afinação do hop-up, recorrendo à ferramenta fornecida para o efeito. Não sendo fácil de ajustar, ainda assim funciona muito bem. O Carregador é robusto, e também contém trademarks. A réplica pode ser desmontada para lubrificação e manutenção, removendo os pinos de montagem. O butt pad pode ser fixo em várias posições.

eu

 

Ao longo desta página apresentámos aqui um contato com a KWA KRISS VECTOR que, embora carecendo de uma análise mais exaustiva, o parco tempo em que a tivemos nas mãos foi o suficiente para deixar uma impressão claramente positiva. Tivemos ainda oportunidade de a levar ao chrony, onde esta nos brindou com uma média de 349,7 FPS, medidos com BB’s de .20, Não tendo apresentado uma variação superior a 8 FPS nos 10 disparos efectuados para este teste.

Tem uma consistência de tiro soberba, apenas baixando para os cerca de 320 FPS no modo full-auto, onde nos brindou com uns estonteantes 15 RPS.

A nossa conclusão é óbvia: a KRISS é uma das melhores réplicas do seu género, e não desiludiu em ponto nenhum. Claro que o tempo e as opiniões dos poucos sortudos que já têm uma nas suas mãos dirão se a plataforma tem a estabilidade e a fiabilidade que o preço que ela custa assim o exige!

 

Anúncios