Por Paulo Fragata, Jorge Fernades “Morpheu” e Gonçalo Morais “Flashman”

Quem não viu o filme e quem não o adorou? Pois bem, a malta do reenactment não fugiu à regra e, mais uma vez, empenhou-se em organizar um evento de reencenação histórica. Baseado no filme e adaptado para o airsoft, a equipa Screaming Eagles, com o total apoio da ADAPT (Associação Desportiva de Airsoft Português), conseguiu reunir condições para realizar, em Dezembro de 2012, um evento muito esperado por todos.

bhd8

Fazer uma caracterização Delta Force, Ranger ou Somali, e dos anos 90, não seria de todo fácil. Por isso, meses antes do evento, logo após a divulgação, foi partilhada toda a informação necessária para ajudar os interessados em fazer um desses bonecos. Incrivelmente, conseguiu-se um numero bastante satisfatório de participantes, quer nos Delta Force, quer nos Rangers, já que facilitaria-mos de certa maneira o boneco Somali, sendo este mais em conta.

Optamos por colocar mais restrições nas forças americanas, pois o evento assim o exigia, e não teria a menor piada se assim não fosse. Fazer um boneco Delta ou Ranger dos anos 90 obriga a uma profunda pesquisa, bem como uma busca desenfreada de material, que na maioria das vezes não é fácil de conseguir, tendo em conta a sua raridade ou os preços elevadíssimos. Claro que me refiro a artigos originais, porque aqueles que não o conseguiram, optaram por réplicas ou artigos parecidos, e que poderiam perfeitamente completar o boneco sem problema de maior. Existe, neste momento, um pequeno grupo de 10 elementos que reencena a Delta Force (anos 90).

bhd4

Entre eles, destaca-se um elemento que, de certa forma, é o mais completo e bem equipado, pois começou a fazer este boneco à uns anos, e tem conseguido reunir artigos tão originais quanto raros. Refiro-me a Jorge Fernandes “Morpheu”:

dsc05978

“Desde que vi o BHD que fiquei com o bichinho deste equipamento. Depois, quando começei a jogar airsoft, interessei-me em tornar os jogos o mais reais possíveis, e isso também se consegue com o fardamento. E a esse nível, em Portugal, estamos muito bem. O certo é que no início a informação que consegui era muito escassa. Hoje em dia, devido ao crescimento do airsoft e da reencenação a nível mundial, já se consegue encontrar muita informação… mas nem sempre de qualidade.

A investigação tambem faz parte deste “hobby”, pelo menos para mim. E não devemos ter como certas as informações que vemos na internet. Devemos sempre cruzá-las para as certificar.

É muito díficil reunir boa informação acerca do equipamento dos Delta boys nesta época (quase quem em todas devido ao secretismo das missões desta força.) Com este gosto, consegui arrastar a minha equipa (Black Dragons) para este loadout, bem como outros amigos interessados na temática, tais como o Pedro Micaelo (Mike) e o Manuel Silva (Russo), dos Alfa Zenith, e conseguimos fazer um excelente grupo de Delta Forces na batalha de Mogadishiu, para o evento realizado pelos Screaming Eagles.

Uma coisa é o filme, que até tem muitos erros de loadout dos atores, e outra é a realidade. Aparecem muitas vezes na web, em pesquisa que ainda continuo a fazer, imagens relacionadas com esta força e com esta época, mesmo em países onde se consegue muito material surplus mas que, para “parecer”, metem coletes balísticos “manhosos”, Chest rig molle e capacetes de skate actuais, etc, etc. Todos esses factos fazem com que a informação seja extremamente confusa.

morpheu4

Fora este loadout que uso, existem outros possíveis, já que os Delta usam o equipamento que mais lhe convém para a missão a desempenhar. Para esta época, pode-se também usar os LBV (com modificações e personalizações) o TAC V3, ABA ballistic. Os óculos também podem ser os Bolle X500 Attacker, e em termos de comunicações, como os OTTO são muito difíceis de arranjar, sempre se pode optar pelo laringofone LASH (da Devgru).

Para finalizar deixo duas pequenas curiosidades acerca do filme versus a realidade. Fala-se muitas vezes que usaram os coletes ou os coldres da BlackHawk Industries. É impossível que tenham usado essa marca nessa operação, simplesmente porque a empresa foi criada 1 ano depois. Outro pormenor do filme (que é de onde obtemos mais info visual), é o uso dos óculos da Oackley Julliet. …Dão cá uma pinta ao Sarg Hoot (Eric Bana), mas foi tudo marketing para vender óculos, já que esse modelo só saiu em 2001. Portanto, seja para este loadout ou para outro, aconselho que verifiquem sempre a informação que têm, para não gastarem dinheiro em coisas que nada têm nada a ver.

morpheu2

Kit List:

  • Capacete Protec Classic com óculos SWD
  • (Sun Wind & Dust) e Strobe SDU 5E
  • Auriculares OTTO (originais e modificados para funcionar no G7 pelo DeadBoy)
  • Colete Balístico PT1 Body Armor (replica da Pantak)
  • Suspensórios USGI com portacargdores, cantis e buttpack (tudo LC2)
  • Bolsa para arnes e visão noturna ANPVS 7)
  • Chest Rig “Strike Vest” original da AWS
  • Baioneta M6 com flare Mk13
  • Colt 1911 usada na bolsa esquerda do Strike Vest
  • Rádio Motorola Mx300 original (bolsa direita do Strike Vest)
  • Joelheiras pretas Hatsh
  • Botas Adidas GSG9 originais
  • Colt M15A2 com Lanterna Surefire Classic Original

A mira é uma Colt da época do vietname, também usada na época, mas já um pouco desenquadrada. Apesar de tudo, prefiro usar esta a uma Aimpoint Comp2, que ainda não exisitia na época, embora seja “parecida” com as usadas (Aimpoint 3000 e 5000). Estas são muito difíceis de conseguir e as poucas que existem têm preços elevadíssimos. A maioria do equipamento foi adquirido no Ebay e em lojas de material real.

Anúncios